Movimento dos Focolares

Tamanho do Texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Notícias Internacionais Chiara Luce Badano

Chiara Luce Badano

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

atta3bd9CHIARA LUCE BADANO (1971-1990)

Foi publicado o Decreto oficial assinado por Bento XVI que reconhece o caminho de santidade percorrido pela nossa gen Chiara Luce Badano.

A sua beatificação aconteceu no dia 25 e 26 de Setembro de 2010.
"É uma das primeiras do Movimento dos Focolares a chegar a esta meta, o que nos encoraja a acreditar na lógica do Evangelho, do grão de trigo que, se morrer quando cair à terra, produz muito fruto. O seu exemplo luminoso ajudar-nos-á a dar a conhecer a luz do carisma e a anunciar ao mundo que Deus é Amor".
Foi assim que a Presidente dos Focolares, Maria Voce, deu a notícia ao Movimento em todo o mundo.

Quem é Chiara Luce? Depois de muita expectativa, nasceu em Sassello (Itália) no dia 29 de Outubro de 1971 numa família simples que a educou na fé. Rica de dotes naturais, bonita, desportiva, tem muitos amigos que a consideravam, ao mesmo tempo, normal e extraordinária. Começou a fazer parte dos gen (Geração Nova) do Movimento dos Focolares fundado por Chiara Lubich, onde descobriu Deus como Amor e ideal de vida, e empenhou-se em fazer por amor, em cada momento, a Sua vontade. Alimentou a amizade por Jesus que reconhecia presente no próximo; preferia os mais pequenos, os humildes e os pobres, entre os quais as crianças da África, para onde sonhava ir como médica.

Aos 17 anos, foi-lhe diagnosticado um tumor ósseo, e começou a enfrentar a doença entregando-se ao amor de Deus. Diante do sofrimento repetia: «Se Tu o queres, Jesus, também eu quero». A todos aqueles com quem comunicava, transmitia serenidade, paz e alegria. "Chiara Luce" – assim lhe chamava Chiara Lubich – lançou uma mensagem aos seus coetâneos: «Os jovens são o futuro. Eu já não consigo correr, mas gostaria de lhes passar a chama como nas Olimpíadas. Eles têm só uma vida, e vale a pena gastá-la bem».

No dia 7 de Outubro de 1990, despedindo-se da mãe, disse: «Sê feliz, porque eu sou feliz!» e foi ao encontro do Esposo. A sua vida foi o testemunho de um "sim" incondicional ao amor de Deus, um "sim" contínuo desde pequena, um "sim" que soube transformar a doença num caminho luminoso até à plenitude da Vida. Foi imediato o eco da sua santidade que se divulgou progressivamente.

O Processo diocesano para a Causa da sua Beatificação, foi aberto em 1999 pelo D. Livo Maritano, bispo de Acqui, e foi depois continuado pela fase romana. Em 2008 a Serva de Deus foi declarada Venerável; sucessivamente, foi examinado e reconhecido um milagre de cura de uma pessoa em Trieste.

cl-f

 

 

 

o Site: www.chiaralucebadano.it
o Biografias: - Maria Grazia Magrini – "Di luce in luce" , Ed. S. Paolo 2004
- Michele Zanzucchi, "Io ho tutto". I 18 anni di Chiara Luce", Città Nuova 2000

 

 

Juntos pela Europa